Gestão eficiente engorda o resultado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com a fazenda na palma da mão, casal ganha agilidade nas tomadas de decisão, aumenta os índices de produtividade e consegue planejar com prazos mais longos

Na safra 2019/20, os índices da Fazenda São Camilo, localizada em Aparecida do Taboado (MS), mostravam GMD (ganho médio diário) de peso global do rebanho em 431 gramas e produtividade de 7 arrobas por hectare. Na temporada seguinte, esses números subiram para 826 gramas e mais de 20 arrobas por hectare. A explicação para uma mudança tão significativa, em um espaço de tempo tão curto – apenas uma safra –, é o aprimoramento da gestão a partir de métricas muito claras e precisas. Este foi o primeiro passo para transformar a administração da propriedade após o casal Ana Paula Gouveia e Raul Nunes Santos a inscreverem no Programa Fazenda Nota 10, iniciativa da parceria entre o Inttegra (Instituto de Métricas Agropecuárias) e a Friboi.

O objetivo do programa é levar aos pecuaristas referências produtivas e financeiras relevantes à gestão e às equipes e, por meio de educação e tecnologia, mostrar o que realmente impacta dentro do negócio e direcionar os caminhos para uma pecuária mais eficiente. Essa foi uma das principais recompensas pela participação no Fazenda Nota 10, segundo Ana Paula, que é engenheira agrônoma e ficou responsável pela inserção dos dados da propriedade na plataforma do programa. “Foi muito impactante, porque conseguimos enxergar exatamente onde estávamos, aonde queríamos chegar e que pontos precisaríamos melhorar para conseguir”, comenta. “Antes, tínhamos informações mas não sabíamos como utilizá-las.”

 “Enxergamos onde estávamos, aonde queríamos chegar e o que precisaríamos melhorar para conseguir” – Ana Paula Gouveia

O sistema de produção da São Camilo é recria e engorda de machos, com suplementação a campo, em uma área de cerca de 290 hectares. Na última safra, foram 522 cabeças de cruzamento industrial, a maior parte de Angus, com taxa de lotação de 1,8 cabeça por hectare. “Ainda precisamos aumentar nossa taxa de lotação, mas conversando com o pessoal do Fazenda Nota 10 identificamos que primeiro deveríamos elevar o GMD, e foi o que fizemos”, comenta Ana Paula, destacando a importância da orientação adequada. A partir desse diagnóstico, sobre o que precisa ser corrigido ou aprimorado, busca-se uma consultoria específica para aquela determinada área. Nesse caso, Ana Paula e Raul contam com a assessoria técnica nutricional do zootecnista Maurício Lerro. “Ele nos ajudou a fazer o planejamento para definir a meta do GMD que precisávamos para o ano. E atingimos essa meta”, diz Ana Paula.

A combinação do conhecimento vindo de várias fontes permitiu que pudessem enviar ao abate bois com idade entre 20 e 24 meses e peso em torno de 22 arrobas. Os bezerros chegam à fazenda recém-desmamados, com idade entre 8 e 10 meses, e ficam um ano no processo de recria e engorda. “Nosso giro é de 12 meses, então quando termina esse período os animais têm de sair da fazenda para a chegada dos que vêm da nova desmama”, explica Ana Paula.

“Conseguimos enxergar onde estávamos”

O Fazenda Nota 10 é como se fosse o GPS da gestão para a São Camilo. A própria Ana Paula diz que após entrarem no programa identificaram qual é o ponto “A” em que estão e descobriram qual é o ponto “B” aonde querem chegar. Mas, no caso da gestão de um empreendimento pecuário, a linha que conecta ambos não é uma reta. “Há curvas, subidas, descidas, então a gente tem de dar um jeito de atalhar. Com o programa a gente consegue esse atalho”, diz. E se for necessário, qualquer correção de rota é feita com rapidez e precisão.

O Fazenda Nota 10 se tornou o GPS da gestão da São Camilo

Essa transformação na gestão mudou a vida do casal à frente da Fazenda São Camilo. Para Ana Paula, o fato de terem toda a propriedade na palma da mão, desde os índices produtivos até os dados financeiros, permitiu que tomassem decisões com mais agilidade e uma margem de acerto muito mais alta. Inclusive em relação às equipes. A implementação de uma nova cultura exigiu uma atenção especial no início, para garantir que os colaboradores compreendessem os benefícios da atualização. E evoluiu para reuniões semanais, mensais e trimestrais. “Somos os responsáveis pelo negócio, mas são eles que estão ali no dia a dia, na execução do trabalho mais árduo para que tudo aconteça. Eles são parte dos resultados que alcançamos”, diz a agrônoma.

Além de todas essa melhorias na gestão e nas atividade da propriedade, Ana Paula e Raul conquistaram outra recompensa por seguirem à risca os procedimentos e as recomendações do Fazenda Nota 10. A São Camilo foi classificada como “Top Ouro” entre todas as inscritas no programa na safra 2020/21. “Esse reconhecimento foi muito gratificante para nós, porque não há caminho curto, rápido e fácil. Mas se a gente quer ser diferente, precisa fazer diferente”, afirma Ana Paula.

Saiba mais e inscreva-se no programa Fazenda Nota 10 clicando aqui.