Foco na gestão de pessoas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A motivação das equipes é decisiva para alcançar resultados mais positivos na fazenda, e o pecuarista tem diferentes caminhos para implantá-la

“É muito melhor quando você caminha bem desde o início para evitar que algo dê errado mais à frente.” A opinião de Walter Rogerio Diesel refere-se à implementação do projeto de produção de grãos (soja, milho e arroz) e gado de corte da Pecuária Unit Santa Clara, em Nova Nazaré (MT), processo do qual ele é responsável. Essa visão faz todo sentido, pois as dimensões do empreendimento ainda estão sendo calibradas. Dois pontos já são certos: a busca por intensificação e otimização da mão de obra e a necessidade da eficiência na gestão de pessoas.

O projeto pecuário, quando consolidado, vai contar com um rebanho de 8 mil cabeças (metade será de vacas em produção), distribuídas em uma área de 4 mil hectares. Em termos de equipe, a meta é trabalhar com um vaqueiro para cada 1,5 mil animais. A capacitação, a preparação e a motivação desses profissionais serão imprescindíveis para que se alcance, por exemplo, objetivos como taxa de prenhez de 92%, peso médio de bezerro ao desmame em 280 quilos e taxa de lotação de até 3 UA por hectare.

Essa é uma das razões pelas quais a Pecuária Unit Santa Clara está inscrita no Programa Fazenda Nota 10, iniciativa da parceria entre o Inttegra (Instituto de Métricas Agropecuárias) e a Friboi para levar aos pecuaristas referências produtivas e financeiras relevantes à gestão e às equipes e, por meio de educação e tecnologia, mostrar o que realmente impacta dentro do negócio e direcionar os caminhos para uma pecuária mais eficiente.

“As equipes ainda não estão totalmente formadas e estamos tendo bastante trabalho para concluir esse processo”, comenta Walter.

Se “começar bem” é uma prioridade, a relação com quem já foi contratado teve um bom início e está rendendo frutos. Prova desse ambiente positivo é a participação dos funcionários nas tomadas de decisão sobre como deve ser o manejo na rotina diária da fazenda, prática que é estimulada e orientada pelos mentores do Fazenda Nota 10.

Rebanho da Unit Santa Clara: capacitação da equipe levará a metas ousadas

Walter conta inclusive sobre uma ocasião em que levou para sua equipe uma sugestão que surgiu durante um dos encontros virtuais do programa, uma masterclass com enfoque em bem-estar animal. “Tivemos uma discussão muito boa sobre redução do estresse de bezerros no pós-desmame, e alguém apresentou a técnica de desmame lado a lado. Achei o exemplo fantástico, me lembrei de alguns lugares onde já funcionava, e apresentei a ideia ao capataz e a seus auxiliares”, diz.

Em uma explicação simplificada, esse manejo consiste em apartar os bezerros, mas mantê-los em um piquete ao lado daquele onde estão as mães, separados apenas pela cerca. O fato de manterem o contato visual torna a desmama menos estressante.

Ao compreender o conceito da nova ideia, o capataz imediatamente apontou que para o sistema funcionar seria necessário fazer uma melhoria na estrutura das cercas. Conclusão: o manejo será adotado na próxima desmama.

“Assim como essa, temos feito outras trocas de experiências. A gente utiliza exemplos para propor mudanças e ouve a opinião dos funcionários para saber se é possível implementar e, se não for, o que devemos fazer para que seja”, comenta Walter.

Essa sinergia ainda será reforçada por mecanismos de bonificação baseada em resultados. Segundo Walter, algumas propostas estão em avaliação para serem implantadas já na próxima safra.

Essas medidas contribuem para o engajamento inspirado, aquele caracterizado por fidelidade, afetividade, pertencimento, superação, desafio, recompensa, pressão positiva, propósito, missão, ética e conhecimento, temas abordados pelos mentores Jacqueline Lubaski, consultora em gestão de pessoas e desenvolvimento humano em empresas rurais, e Antonio Chaker, coordenador do Inttegra, em uma das masterclasses do Fazenda Nota 10.

Já o engajamento forçado, marcado por servidão, escravidão, intimidação, opressão, medo, terror, preconceitos e fanatismo, deve ser sempre evitado. Afinal, a receita para o bom resultado começa por pessoas comprometidas.

Estudos citados por Jacqueline na Masterclass “A Felicidade do Colaborador” mostram que esse cuidado com o engajamento do pessoal tem impacto direto nos resultados produtivos e, consequentemente, financeiros da fazenda. Para se ter ideia, o comprometimento das equipes com a rotina diária e os objetivos da empresa aumenta em até 32%. A performance também vai melhorar, crescendo cerca de 16%. Essa é uma das metas da Pecuária Unit Santa Clara, elevar o peso médio dos bezerros ao desmame de 240 para 280 quilos (dá 16,6%). Imagine o impacto dessas melhorias em todos os indicativos de eficiência do negócio.

Saiba mais e inscreva-se no programa Fazenda Nota 10 clicando aqui.