Como melhorar a fazenda a cada safra

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Participantes do Programa Fazenda Nota 10 conseguem definir metas progressivas para suas propriedades com gestão organizada, conhecimento e troca de experiências

O ano de 2021 não deixa dúvidas sobre quão importante e decisiva é a gestão para a pecuária. Se por um lado a cotação da arroba do boi continua favorável aos produtores – agora no início de setembro o índice Cepea/B3 mostrava média de R$ 305 –, por outro é preciso saber lidar com custos de produção mais elevados, pressionados pelos preços dos grãos e pelo inverno rigoroso. Sem perder de vista o planejamento e as metas do negócio.

O equilíbrio dessa equação vem de uma administração baseada em informações claras e seguras, assertividade nas tomadas de decisão, equipes bem treinadas, entre outros fatores. É em busca desse cenário que centenas de pecuaristas se inscreveram no Programa Fazenda Nota 10, iniciativa da parceria entre o Inttegra (Instituto de Métricas Agropecuárias) e a Friboi.

Grande parte das fazendas que fazem parte do programa estão dando continuidade ao processo de aprimoramento. O projeto tem como objetivo ajudar o produtor a identificar a real situação do negócio e em quais pontos deve trabalhar para aprimorar todo o processo. E essa clareza sobre a situação da propriedade é o primeiro passo para projetar avanços.

Foi o que aconteceu com a Fazenda São Camilo, localizada em Aparecida do Taboado (MS), que obteve a melhor classificação na categoria Top Ouro do programa na safra 2020/21. “Víamos um grande potencial de evolução na propriedade. Como não havia terras em volta para ampliação, decidimos intensificar a produtividade”, afirma Raul Nunes, proprietário da São Camilo.

“Com o programa, conseguimos enxergar tanto os pontos fortes quanto os fracos da fazenda e trabalhar em cima deles”, acrescenta a engenheira agrônoma Ana Paula Gouveia Santos, esposa de Raul. É ela quem faz a gestão dos dados da propriedade no Fazenda Nota 10.

Em apenas uma safra registraram resultados surpreendentes. O ganho médio diário (GMD), por exemplo, passou de 431 gramas para 826 gramas, enquanto a produtividade subiu de 7 arrobas por hectare para 20 arrobas por hectare.

“Eles conseguiram ganhar o dobro de dinheiro das fazendas Top Rentáveis da safra 2019/20. E, conhecendo o projeto, esse valor ainda vai dobrar nos próximos anos. É um projeto muito potente, passou de R$ 2 mil por hectare”, diz Antonio Chaker, consultor sênior e coordenador do Inttegra.

O Fazenda Nota 10 contribui para que esse tipo de crescimento aconteça de forma consistente, é um ajuste de rota que mantém a gestão na direção certa. “Acreditamos muito nos fundamentos e na metodologia desse projeto. Ter gestão e conseguir comparar os resultados entre as fazendas, visando à melhoria contínua, são grandes diferenciais”, afirma Renato Costa, presidente da Friboi.

Mais do que isso, a administração ganha mais transparência, o que favorece inclusive a prestação de contas, como explica Tulio Ibanez Nunes, administrador da Rio Corrente Agropastoril (Coxim, MS), primeira colocada na categoria Top Prata na safra 2020/21. “As métricas ajudaram muito, até por se tratar de uma empresa familiar. É muito bom poder mostrar que o negócio está dando resultado quando tenho de apresentar os dados à família”, afirma. “Para quem está começando, iniciando a participação, é uma oportunidade muito interessante.”

O programa foi elaborado para ajudar o produtor a ter uma evolução constante. Essa melhoria pode ser em um ritmo mais ou menos acelerado, em maiores ou menores proporções, no entanto, é primordial que seja um crescimento permanente. Como a pecuária é influenciada por muitas variáveis, em alguns casos a realidade pode ser diferente da perspectiva. E isso não quer dizer que não esteja avançando.

“Às vezes um resultado dos indicadores não era o que esperávamos, mas a equipe toda evoluiu muito. Conseguimos passar muita coisa para nossos vaqueiros, para nosso gestor”, diz Melina Londoño Leon, zootecnista da Fazenda Bela Vista, propriedade da Agropecuária Alambari (Resende, RJ), primeiro lugar na categoria Top Bronze (safra 2020/21).

Antonio Chaker explica que o fator mais importante nessa questão é conhecer a situação, entender qual é a distância entre o resultado alcançado e as metas. “O primeiro passo é reconhecer, ainda mais vindo da equipe da fazenda, e tenho certeza de que é o primeiro de muitos avanços que virão para a Bela Vista”, afirma o consultor, que diz já ter visto esse quadro muitas vezes em seus 20 anos de trabalho avaliando fazendas. “Grande parte das propriedades que hoje são muito produtivas e rentáveis passaram, em algum momento de sua história, exatamente pelo que a Bela Vista está passando.”