A grande meta da pecuária é a eficiência

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Matheus e Saiane: casal divide a gestão das Fazendas Moquem

Com dados precisos sobre a fazenda, objetivos claros para a atividade e comprometimento com os resultados, pecuaristas transformam a realidade de seu negócio e fortalecem toda a cadeia produtiva de carne bovina

Entre as atividades mais importantes dentro de uma fazenda de gado de corte está a mensuração, ou seja, a medição de todos os fatores relacionados a seu desempenho produtivo e econômico. É a partir dessa aferição, abrangendo fatores zootécnicos e administrativos, que se sabe quando e como as matrizes vão emprenhar e parir, com quantos dias e quilos os bezerros desmamam, qual é o ganho médio diário do rebanho, qual é o ganho de arrobas por hectare, quais são os custos de produção e qual é a rentabilidade, entre outros indicadores.

Esses dados, no entanto, só se tornam relevantes de verdade se bem aproveitados na gestão do negócio. Como o pecuarista sabe se o ganho de peso diário de seu rebanho na engorda é positivo sem comparar esse índice com alguma referência? Seja o resultado de outra fazenda que o produtor veja como modelo, seja algum indicador que sirva como reflexo de lucratividade.

A grosso modo, é partir daí que se começa a traçar o plano de metas para organizar a gestão. Melhor ainda se o planejamento for feito de maneira profissional, com informações claras sobre os objetivos.

Foi assim que o médico veterinário Matheus Dolenz Tavares da Silva começou a mudar o negócio da família nas Fazendas Moquem, em Pimenta Bueno (RO), onde seleciona gado Nelore para fornecer touros melhoradores.

“Você precisa saber o que tem, aonde quer chegar e o que precisa fazer para que isso aconteça”, afirma ele.

Matheus cursou medicina veterinária na Universidade Estadual de Londrina (UEL), a cidade paranaense onde nasceu. Durante o período da faculdade, por conta de um acerto de investimentos com seu pai, adquiriu 100 vacas lá da fazenda.

Sempre que tinha uma oportunidade, como alguma emenda de feriado, o ainda estudante subia em um ônibus no norte do Paraná e rodava quase dois mil e trezentos quilômetros até Rondônia para acompanhar suas matrizes. Naquelas idas à propriedade já apareciam os sinais do espírito de gestor.

“Comecei a ver coisas erradas que aconteciam na fazenda e relatava pro meu pai, que é médico e não estava no dia a dia da gestão. Mas ele sempre dizia para eu deixar como estava, pois quando me formasse iria para lá tomar conta”, comenta.

Foi o que aconteceu. Mal concluiu o curso de veterinária e já estava em Rondônia, em definitivo.

Apesar da visão mais moderna sobre a administração de uma fazenda de gado de corte, resultado de todo seu aprendizado – incluindo uma pós-graduação em Produção de Ruminantes pela Esalq-USP –, Matheus ainda não alcançava a evolução que precisava para explorar todo o potencial da atividade.

Chegou a cogitar a contratação de uma consultoria profissional, tendo como referência o zootecnista Antonio Chaker, coordenador do Inttegra (Instituto de Métricas Agropecuárias).

“Eu havia comprado o livro do Chaker e ainda fiz um curso com ele em Londrina”, conta.

O plano não foi para frente, esbarrou numa inversão de prioridades que pode ser comum a outros pecuaristas.

“Eu achava que ainda não era o momento, que precisávamos crescer mais, investir em melhorias na fazenda para depois buscar uma consultoria e tocar o ‘trem’ pronto. Na verdade, eu estava errado”, diz Matheus.

Essa percepção garantiu que não deixasse uma segunda oportunidade passar batido. Assim que soube do Programa Fazenda Nota 10, realização da parceria entre o Friboi e a Inttegra, Matheus garantiu logo sua inscrição. Essa decisão mudou os rumos da empresa.

“Com o Fazenda Nota 10, conseguimos chegar aos nossos números, fechar uma safra e estabelecer novas metas. Hoje, temos um norte”, comenta.

Segundo ele, sua principal referência de objetivos passou a ser o benchmarking do programa, que reúne mais de 360 indicadores e permite uma comparação com o desempenho da própria fazenda e com os índices médios das propriedades em destaque nas diferentes áreas do negócio, com as Top Rentáveis.

“A primeira safra que fechamos dentro do programa nos deu as métricas, agora na segunda nosso foco é atingir as metas.”  

O Fazenda Nota 10 oferece aos participantes referências produtivas e financeiras relevantes à gestão e às equipes e, por meio de educação e tecnologia, mostra o que realmente impacta dentro do negócio e direciona os caminhos para uma pecuária mais eficiente.

Esse formato tem ajudado centenas de pecuaristas por todo o Brasil e trouxe para Matheus a base de desenvolvimento que necessitava. Se o veterinário está satisfeito com o desempenho de sua fazenda no programa, mais ainda com outra parceria que mantém o funcionamento do negócio dentro das perspectivas, ou acima delas.

A gestão do negócio é compartilhada com sua esposa, Saiane Barros de Souza, que é mestre em administração de empresas pela Universidade Federal de Rondônia. “É ela quem mais cobra para atingirmos as metas”, diz Matheus.

Nem poderia ser diferente. Saiane gerencia os dados produtivos e financeiros do Fazenda Nota 10. Mais que isso, ela faz a gestão de pessoas e da cultura da empresa, com integração de novos colaboradores e familiares, preservando qualidade de vida da equipe e cuidando das regras de funcionamento; e ainda gerencia a presença da empresa nas redes sociais, como o perfil no Instagram (@fazendasmoquem). A atividade de Saiane não se restringe à fazenda, pois também é professora de administração no Instituto Federal de Rondônia, nos cursos de gestão do agronegócio.

A participação das Fazendas Moquem no Programa Fazenda Nota 10 atualizou a visão administrativa de Matheus e Saiane e, por consequência, calibrou a definição das metas do negócio e os passos para alcançá-las.

“Já fazíamos coisas boas, mas conseguimos melhorar ainda mais. Hoje, a gente vislumbra um ótimo crescimento, uma grande guinada na nossa empresa para os próximos cinco ou dez anos”, diz Matheus.

A motivação só tende a aumentar, porque a família também está crescendo: agora em julho vai nascer o primeiro filho do casal.

Saiba mais e inscreva-se no programa Fazenda Nota 10 Clicando aqui.